O presidente da Comissão Especial do Novo Fundeb, deputado federal Bacelar ( Podemos-BA), rebateu as declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, que defendeu a prorrogação do fundo de financiamento da educação, com as regras atuais. Segundo o ministro, a medida aumentaria os recursos para o combate à crise provocada pela pandemia do coronavírus.

Na avaliação de Bacelar, tirar recursos da educação não se justifica, já que o novo Fundeb, que prevê o aumento nas verbas da União para estados e municípios, entraria em vigor somente em 2021. Ele defende que o governo federal tenha dois orçamentos: um para casos emergenciais, e o outro para dar seguimento às políticas públicas.

“Para enfrentar a crise na saúde, defendo mais crédito para empresas e cidadãos, além do afrouxamento das amarras fiscais no combate ao coronavírus. O debate em torno da educação não pode ficar esquecido ou deixado de lado. Não é tirando recursos do ensino público que vamos resolver as consequências da pandemia”, declarou Bacelar.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta