escola portuária salvador

A manhã desta quinta-feira (24) foi correria para Bacelar, candidato à prefeitura de Salvador pelo Podemos e seu vice, Magno Lavigne (Rede). Depois de conversar com a equipe responsável pela área estratégica da campanha, a chapa recebeu o presidente do Sindicato dos Portuários de Candeias (SPC-BA), Valcir Santana;
Luiz Carlos, do Sindicato dos Vigias Portuários; Olivaldo Peixoto, do Sindicato dos Conferentes e Pedro Emanuel, do Sindicato Unificado dos Portuários (SUPORT).
Na pauta, melhores condições de trabalho e a instalação de uma escola de formação portuária. Depois de ouvir atentamente as reinvindicações dos Trabalhadores Portuários Avulsos (TPA) Bacelar afirmou que está disposto a lutar pelos interesses da categoria.
“Me comprometi em criar uma Escola Portuária para aperfeiçoar a qualidade dos serviços prestados, além de ampliar os setores de atuação. Assim será com a Salvador dos Bairros, que aposta na educação como principal ferramenta para melhorar a vida de quem mais precisa”, afirmou Bacelar.
A manutenção da mão de obra dos TPA, a defesa da exclusividade da categoria e da emenda PL4199, que dispõe sobre o serviço de cabotagem (BR do mar), também foram temas do encontro.
A capital baiana concentra mais de 840 profissionais portuários, de acordo com dados do SPB-BA. Na avaliação de Valcir Santana, o comprometimento de Bacelar significa um passo importante em defesa dos trabalhadores. “O encontro de hoje confirmou o compromisso de Bacelar com nossa causa. A escola portuária é um sonho antigo e irá ajudar muita gente. Este apoio é fundamental”, completou.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta