No dia mundial dos animais, celebrado neste domingo (4), o candidato à prefeitura de Salvador pelo Podemos, Bacelar, assinou um termo de compromisso com a causa. Batizado de “Elo Animal” o documento, elaborado pela Rede Sustentabilidade, traça dezoito diretrizes para a construção de políticas públicas voltadas à proteção animal em sintonia com as causas ambiental, social, cultural, ética, estética e econômica.

O texto prevê ainda a criação de um hospital municipal e a valorização das ONGs de causa animal e dos protetores independentes. A intenção é estabelecer uma Rede Sustentável de Acolhimento de Animais vítimas de maus-tratos. “Ando muito pelos bairros de Salvador e é comum encontrar animais vítimas de maus-tratos e/ou abandonados. É uma situação lamentável” afirmou.

Bacelar ressaltou que, desde que a pandemia começou, os casos de abandono animal cresceram 800% na capital baiana. Para ele, o problema é questão de saúde pública. “Não é só a transmissão de doença que está em jogo. Um cachorro que não está acostumado com a rua, por exemplo, pode causar acidentes de carro, atropelamentos e colocar em risco a vida da população” completou.

Depois de assinar ao termo de compromisso, o podenista assistiu à missa na Igreja São Francisco de Assis, em Alto de Coutos. O candidato chegou acompanhado de seu vice, Magno Lavigne (Rede).

Depois, a comitiva seguiu para o Cabula. Na pauta, o esporte. Professores de jiu-jitsu pediram mais atenção do poder público para a realização de programas sociais com crianças e jovens da comunidade. “O esporte está esquecido pela atual gestão, mas é ele quem tira nossos jovens das ruas. A luta ensina disciplina, foco e salva vidas” disse mestre Marquinho, professor.

Bacelar reafirmou o compromisso com a educação esportiva ao apresentar um dos pontos do plano de governo elaborado pela coligação “Salvador dos Bairros é Salvador de Todos”. Ele destacou que vai implementar a educação em tempo integral nas escolas municipais da cidade. “Um período as crianças terão disciplinas tradicionais como português e matemática. No outro, vamos proporcionar cursos e aulas práticas de várias modalidades. É essencial” afirmou.

O candidato ressaltou ainda que pretende atrair o turismo com a promoção de diversos campeonatos estaduais e nacionais. “A pandemia acabou com nossa economia. Em 1º de janeiro teremos que criar 50 mil postos de emprego e, nada melhor, do que incentivar a formação de atletas de alto rendimento e promover competições para atrair turistas”.

Já em Castelo Branco, durante uma carreata, Bacelar defendeu a regularização de duas modalidades que são febre entre os jovens da periferia: o paredão e o grau. Na avaliação do prefeiturável, a prática, que consiste em andar apenas sob a roda traseira da bicicleta ou da moto, ainda é discriminada pela população e pelo poder público. “O filho do trabalhador sofre muito com o preconceito. O grau e os paredões são criminalizados pela polícia, pela atual gestão e classe média. Precisamos acabar com essa visão deturpada. É cultura da periferia. Eles precisam de espaços adequados para que façam de forma segura e saudável” finalizou.

O domingo continuou em uma caminhada pelo Nordeste Amaralina. Ao lado de candidatos à Câmara Municipal, Bacelar andou pelas ruas da comunidade, onde foi recebido com alegria.

Compartilhe com amigos
Receba as atualizações do Deputado 
direto em seu email




Deixe uma resposta